Golpe do falso cartório: criminosos fraudam boletos para cobrança de d√≠vidas; saiba como se proteger

Estelionatários se baseiam em dados verdadeiros das vítimas ao enviar boletos falsos cobrando o pagamento de dívidas. Economista dá dicas de como evitar cair no golpe.

Por Cristiano Dalcin em 23/05/2024 às 20:50:55

Criminosos t√™m aplicado golpes em empresas e pessoas físicas ao fraudar a emissão de intimações de Cartório de Protestos e enviar boletos falsos cobrando o pagamento de dívidas.

Ao aplicar o golpe, os estelionat√°rios se baseiam em dados verdadeiros das vítimas, muitas vezes, obtidos por meio de vazamento de informações.

Para tornar o procedimento credível, golpistas t√™m timbrado os boletos com um brasão falso, simulando autenticidade do documento. Algumas empresas e pessoas que possuem dívidas acabam acreditando da intimação e realizando depósito aos criminosos.

Como se prevenir

Os Cartórios de Protesto atuam quando um credor precisa cobrar uma dívida. Comumente, uma intimação é encaminhada ao devedor. Ao ser paga, a dívida est√° quitada e o credor deve receber o repasse financeiro.

De acordo com a economista Karine Flores, a cobrança costuma ser feita por meio de um intimador, que vai pessoalmente até o endereço de que est√° devendo, levando o boleto e a intimação.

"Existem também muitos cartórios que entram em contato, seja através de e-mail, seja através do What's App, para passar informações sobre a dívida. Então, não é porque ela recebeu através de uma outra plataforma que ela est√° incorreta, mas, se veio através de uma outra plataforma, é necess√°rio redobrar os cuidados, porque principalmente estas intimações chegam de forma presencial", salienta.

A fim de prevenir os estelionatos, o Centro Nacional de Protestos do Brasil desenvolveu uma ferramenta online para que as empresas e pessoas físicas possam confirmar se h√° alguma cobrança relacionada a elas. O procedimento inclui cadastramento no "Avise-me", informando dados pessoais e a cidade onde reside.

Conforme explica a economista, é a partir desse procedimento que "as pessoas começam a receber informações através do SMS ou do e-mail de qualquer movimentação que aconteça com seu CPF ou CNPJ se entrou ali alguma cobrança".

Karine ainda alerta que casa haja qualquer cobrança pendente, a pessoa ser√° informada pelo sistema.

"Voc√™ vai receber uma mensagem. Essas atualizações são feitas diariamente. Então, tu sempre vai ficar sabendo qualquer tipo de movimentação, qualquer tipo de cobrança que apareça por ali e se tem alguma dúvida. Entra no site ali da central e confirma se é realmente essa mensagem que tu recebeu, se ela veio realmente dali e aí, assim, a pessoa consegue evitar de cair em algum tipo de golpe", sugere a economista.


Fonte: G1

Comunicar erro
GAZETA NOTICIA

Coment√°rios